Com.paixão

«A educação, por si só, não chega. A qualidade básica que faz com que as pessoas sejam úteis para os outros seres sencientes é a compaixão.»
Sua Santidade o Dalai Lama, in “A Alegria de viver e morrer em paz”

Compaixão – sentimento piedoso de simpatia para com a tragédia pessoal de outrem; (…) acompanhado do desejo de a minorar; sofrimento comum; comunidade de sentimentos; simpatia
in Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa

A educação deve partir precisamente desta base, entre outros fundamentos básicos.
Curiosamente existe uma vasta percentagem da população a prezar mais os títulos, os estatutos, a ascensão na carreira e os bens materiais do que a compaixão.
Assim a educação passa a ser um meio para atingir estes fins, mais do que para educar o ser humano para a consciência e para o amor em relação aos outros seres sencientes e em relação ao planeta em que vivemos que nos oferece abundância e beleza diariamente.
Se repararmos (e sem generalizações injustas porque há exceções) as pessoas que melhor cuidam dos outros e dos animais ou das plantas são as pessoas do campo e das aldeias, muitas das vezes sem estudos e sem diplomas de qualquer ordem. Alguns só sabem escrever o próprio nome… Por vezes apenas o escrevem de cruz. No entanto, oferecem couves aos vizinhos, dão carinho aos animais e rezam todos os dias à noite por si, pela família, por aquilo que a natureza lhes dá e até pela vizinhança.

Mas infelizmente há quem chute cães e gatos nas ruas. Outras vezes abandonam-se os animais nas férias ou deixam-se os idosos nos hospitais porque dá jeito.
Não raras as vezes desvia-se o olhar dos pobres e desfavorecidos ou não se conhece o vizinho da frente.
Outras vezes, cumprimenta-se de acordo com o estatuto. Nem tão pouco se cumprimenta o porteiro do arranha-céus ou se pergunta pela família.

E se… tomássemos em consideração o seguinte pensamento:

«(…) Encarar todos os seres sencientes como nossos familiares. Não deve existir nenhum ser senciente que, nas nossas vidas passadas, não tenha sido um dos nossos familiares. (…) Todos os seres sencientes, independentemente da sua condição são como nós na sua procura da felicidade e rejeição do sofrimento.»
Sua Santidade o Dalai Lama, in “A Alegria de viver e morrer em paz”

Quando eu era pequenina e via alguém pisar uma formiga costumava refletir sobre isso na minha cabeça:
E se um gigante me/nos pisasse?!

Só porque esta ideia nos parece absurdamente infantil é que não refletimos mais a sério sobre ela mas, de facto, os animais também sentem e não devem ser pisados nem maltratados.

Tomemos por hábito colocarmo-nos no lugar do “outro que sente”, quer seja um porteiro de um arranha-céus, um sem abrigo ou uma formiga.
Seja um idoso solitário ou uma criança abandonada. Seja um multi-milionário ou uma vendedora de fruta.
O sofrimento atinge a todos e todos desejamos o mesmo, ainda que esse “mesmo” assuma uma infinitude de formas.
Todos temos tudo em nós e por isso, podemos assumir todos os papéis que por vezes desprezamos, o que não será simpático, se tomarmos em linha de conta a lei do retorno.

O que todos procuramos é amor. E contudo, todos somos detentores d’Ele.
O amor que reside em nós pode ser expressado de todas as formas com todos os seres que nos rodeiam e contudo, insistimos em manifestar a nossa falta de amor interna em falta de amor nas ações que implementamos externamente a cada minuto.

Invertamos a tendência, aliviando o nosso sofrimento e por consequência o dos outros seres sencientes, até porque, a compaixão nos faz sentir mais felizes.

Vivamos COM PAIXÃO!

Fotografias: Rute Violante / Istambul – Turquia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s