Make LOVE, not sex!

twinflamemonogamy

A lot has been written and said about SACRED SEXUALITY at this ERA, even though for many people it’s no more than an unattainable and unintelligible concept.

MAKE LOVE, NOT SEX!

Sacred sexuality means looking at sex as a connection of two divine beings which breathe (each other) together, merged. This merging of the body is seen as a spiritual union of two beings, which at a given moment feel as ONE, united not only to each other but to the WHOLE.

The search for orgasm and physical ecstasy loses its importance when confronted with the potential of elevation and spiritual ecstasy attained in a sexual relationship of this type. The two live and feel in consciousness, uniting their chakras and their energy in an indescribable vibrational dance. The intellect loses the ability to describe and name the sensations and experiences lived through a sacred sexual relationship.

The incorporation of the masculine energy bonds with the incorporation of the feminine energy in sacred marriage, in alchemy. The masculine gives and the feminine receives. It’s important, though, to highlight that here the masculine energy and the feminine energy do not represent man and woman. In a homosexual relationship an exchange between an active element and a passive element will also occur, giving place to this cosmic dance just the same.

We’re not referring to man and woman but rather to masculine and feminine as energy.

Sacred sexuality is a road to the divine and a possibility to expand the level of consciousness of both. A deeper level of relationship is sought, as well as the healing of less healthy sexual behaviours.

Note that, for this to be possible, this cure must occur firstly at an individual level. Otherwise, our mental patterns of love and sex are so warped that we’ll end up attracting something quite different from the ‘energy’ of the true sacred union.

Sacred sexuality is an ancestral practice (art) that became lost and perverted over the human experience. Its misrepresentation culminated in sexual intercourse seeking only the ecstasy of orgasm in a frail and carnal connection, with no emotional or spiritual involvement. Many of us are currently at the stage of healing those patterns understanding that sex is, first of all, giving LOVE, pure and unconditionally, a homage to the divine being each of us IS, in essence. Sacred sexuality is the recognition of the other’s soul as well as our own through the body and the energetic communion. A meeting with the ESSENCE and the divine being we are.

The body is seen in the light of a new understanding and with another potential:

PENIS = (Sanskrit) LINGAM – Wand of light (giver).

VAGINA = (Sanskrit) YONI – Sacred space (receiver).

Understanding sacred sexuality correctly brings forth in us the respect for the body, preventing us from sharing it irresponsibly. It’s important to mention that when we share each other sexually we become receptive to the energies the other person carries, as well as to the respective blockages and/or energy from the people that person shares or has shared. It’s as if we went to bed with more than one person. If that person doesn’t live his/her sexuality in a conscious manner, he/she transmits karma and energy from other people to the person he/she is sexually involved with.

Thus, it is convenient:

* That we only get sexually involved with someone who honours us as we honour the other;

* That we make conscious choices;

* That we respect our body;

* That we prevent energetically ‘less clean’ people from reaching us intimately;

* That we perceive sexuality as something sacred;

* That we incorporate LOVE in our sexual intercourse;

* That our body be a channel to give and receive LOVE rather than a shell allowing the access to a physical orgasm;

It should be understood that the orgasm in sacred union goes far beyond the physical sensation and that it allows achieving unexplainable feelings and energies… only when both partners are at an evolution stage that enables this understanding and this transmutation. Sacred sexuality is about feeling unconditional love and blessings for becoming this infinite being capable of loving transcendently. This implies a meditative and contemplative experience; it implies breathing jointly and in consciousness.

Sexual intercourse may last a few hours (how many isn’t important) and during this period of time, time disappears… as well as space. It’s a flowing and convergence, a spiritual dance that, when all goes well, allows both partners to achieve other levels of consciousness. With no drugs. 🙂

The physical level merges with the emotional, energetic, mental and spiritual level.

In line with the previous considerations, there will also occur an activation of the Kundalini energy, creating a dance within our body between feminine and masculine energy (beginning at the base chakra – the root chakra – and ascending through the other chakras until it reaches the crown chakra which connects us to the universe and makes us feel unconditional love and feelings of blessing/happiness).

Our attention focuses essentially on our partner’s eyes. At a given moment, the heart expands… And in that expansion a door to the secret space of both souls is opened.

They become ONE, not only in one another and with each other, but with EVERYTHING, with the WHOLE, with the UNITY they are.

May sex be, first and foremost, the union of our longing to connection and plenitude. A union of cosmic consciousness.

You are ME –Momentous and entwined – honouring the special being we are, recognizing us in each other.

Complement:
http://gnosticwarrior.com/a-persons-approach-to-sexuality.html

Picture: unknown author
Translation (Portuguese»English): Celina Marto

Note: To explore and develop this subject we recommend reading things related to: alchemy; sacred sexuality; sacred feminine; sacred masculine; Taoism; Tantra; alchemical marriage; sacred union; twin flames; Kundalini; chakras; sublimation; oneness; unconditional love; Shamanism; (among other related subjects… For further information and clarification, contact us and we’ll try to help you within our capabilities and with the knowledge we have access to at this stage of our evolution).

***********************************************************************

Muito se tem escrito e falado sobre SEXUALIDADE SAGRADA nesta ERA, ainda que para muitos, isso não passe de um conceito poético inatingível e ininteligível.

FAÇAM AMOR, NÃO SEXO!

A sexualidade sagrada reside na visão do sexo como uma ligação entre dois seres divinos que (se)respiram juntos, em fusão.
Esta fusão do corpo é encarada como uma união espiritual de dois seres que a dada altura se sentem UM, em união não só um com o outro mas com o TODO.
A busca do orgasmo e do êxtase corporal perde “valor” face ao potencial de elevação e êxtase espiritual atingido numa relação sexual deste calibre.
Os dois vivem e sentem em consciência, unindo os seus chakras e a sua energia numa dança vibracional indescritível. O intelecto perde a capacidade de descrever e nomear as sensações e experiências vividas numa relação sexual sagrada.
A incorporação da energia masculina une-se com a incorporação da energia feminina em casamento sagrado, em alquimia. O masculino dá e a o feminino recebe.
Será importante salientar contudo que aqui a energia masculina e a energia masculina não representam o homem e a mulher. Numa relação homossexual, haverá também uma troca entre um elemento ativo e um elemento passivo, existindo esta dança cósmica da mesma forma. Não falamos aqui da mulher e do homem mas antes do masculino e do feminino, enquanto energias.

A sexualidade sagrada é um caminho para o divino e uma possibilidade para a expansão do nível de consciência de ambos.
Procura-se um nível mais profundo no relacionamento, assim como a cura de comportamentos sexuais menos saudáveis.
Atenção que, para que isto seja possível, essa cura tem de ser realizada a nível individual primeiro, caso contrário, aquilo que guardamos nos padrões mentais sobre amor e sexo está tão deturpado que atraímos algo bem diferente da “energia” da verdadeira união sagrada.

A sexualidade sagrada é uma prática (arte) ancestral que se foi perdendo e pervertendo ao longo da experiência humana. A sua deturpação culminou nas relações sexuais que buscam apenas o êxtase do orgasmo numa ligação ligeira e carnal, sem qualquer envolvimento emocional e espiritual. Muitos de nós encontram-se na fase de curar esses padrões entendendo que o sexo é antes de mais transmissão de AMOR, puro e incondicional, uma homenagem ao ser divino que cada um É, em essência. A sexualidade sagrada é um reconhecimento da alma do outro e da nossa através do corpo e da comunhão energética. Um encontro com a ESSÊNCIA e com o ser divino que somos.

O corpo surge à luz de outro entendimento e com outro potencial:

PÉNIS=
(Sânscrito) LINGAM – Wand of light (vara de luz – emissor)

VAGINA=
(Sânscrito) YONI – Sacred space – (espaço sagrado – receptor)

O correto entendimento da sexualidade sagrada gera em nós o respeito pelo corpo, fazendo com que não o partilhemos de forma irresponsável.
Será importante referir que quando nos partilhamos sexualmente com outra pessoa, ficamos recetivos às energias que transporta, assim como respetivos bloqueios e/ou energia das pessoas com quem essa pessoa se partilha ou partilhou. É como se nos enfiássemos na cama com mais do que uma pessoa. Se essa pessoa não gere a sua sexualidade de forma consciente transmite karma e energia de outras pessoas para a pessoa com quem se envolve sexualmente.

Assim será conveniente:

*Que apenas nos envolvamos sexualmente com quem nos honrar como nós honramos o outro
*Que façamos escolhas conscientes
*Que respeitemos o nosso corpo
*Que impeçamos pessoas energeticamente “menos limpas” de chegarem a nós de forma íntima
*Que passemos a encarar a sexualidade como sagrada
*Que integremos o AMOR nas nossas ligações sexuais
*Que o nosso corpo seja um canal transmissor e receptor de AMOR, mais do que um invólucro que permite aceder a um orgasmo físico

Entenda-se que o orgasmo em união sagrada vai muito além da sensação física e que permite aceder a sensações e energias inexplicáveis… só e apenas quando ambos se encontram num estágio de evolução que permita este entendimento e esta transmutação.

Sexualidade sagrada tem a ver com o sentimento de amor incondicional e benção por sermos um ser infinito capaz de amar de forma transcendente.
Implica uma experiência meditativa e contemplativa, implica respiração conjunta e consciência.
Uma relação sexual sagrada pode durar algumas horas (não interessa quantas) e durante este espaço de tempo o tempo desaparece… assim como o espaço. É um fluir e confluir, uma dança espiritual que, correndo bem, permite a ambos atingirem outros níveis de consciência. Sem drogas.:)

O nível físico funde-se com o emocional, energético, mental e espiritual.

Seguindo as considerações anteriores, haverá também um ativamento da energia kundalini, criando-se uma dança dentro do nosso corpo entre a energia feminina e masculina (com início no chakra da base – na raíz – subindo pelos restantes chakras até atingir o chakra da coroa que nos liga ao universo e nos faz sentir o amor incondicional e a sensação de benção/felicidade).

A nossa atenção foca-se essencialmente nos olhos do/a parceiro/a. O coração a dada altura expande… E nessa expansão abre-se uma porta para o espaço secreto de ambas as almas.

Tornam-se UM, não apenas um no outro e um com o outro mas com TUDO, com o TODO, com o UNO que são.

Que o sexo seja acima de tudo a união do nosso anseio de conexão e plenitude.  Uma união da consciência cósmica.

Tu és E.U. – especial e UNO – Honrando o ser especial que somos, reconhecemo-nos no outro

«Mas é seguro aqui, amigo/a.
É seguro sentires-te sem proteção
Vulnerável, cru, aberto/a.
Sem julgamento, sem vergonha, sem culpa.
Apenas este espaço aberto,
Este campo que abraça.
O meu coração está aberto;
Sem nada para provar;
somos suportados pelo chão.»
~ Jeff Foster

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s